• Workshop
  • +
  • Workshop

Cinema: O Passado e o Presente

Pedro Mexia

90106

Limpar

Descritivo

O tempo presente e o tempo passado estão ambos talvez presentes no tempo futuro, e o tempo futuro contido no tempo passado, escreveu o poeta T.S Eliot. Estas doze obras audiovisuais produzidas entre 1962 e 2013 (nove longas-metragens, uma curta-metragem, uma série televisiva e uma instalação vídeo) permitem-nos perceber como as imagens confundem objectiva e subjectivamente o passado e o presente, em viagens no tempo, flashbacks, memórias, amnésias, sensações de déjà vu, versões alternativas da História e das histórias. Tragédias, comédias ou tragicomédias, têm em comum a mesma pergunta, e nenhuma resposta, sobre o mais velho dos enigmas.

Filmes

La jetée (1962), Chris Marker
Acidente (1967), Joseph Losey
O Espelho (1975), Andrei Tarkovski
Nova Iorque Fora de Horas (1985), Martin Scorsese
O Detective Cantor (1986), Jon Amiel
O Feitiço do Tempo (1993), Harold Ramis
O Futuro Radioso (1997), Atom Egoyan
Memento (2000), Christopher Nolan
A Arca Russa (2002), Aleksandr Sokurov
Cinco Vezes Dois (2004), François Ozon
The Clock (2010), Christian Marclay
A Nossa Sunhi (2013), Hong Sang-soo

Quando

Início: 22, 24 e 29 de novembro
Horário: 18.30 às 21.30
Duração total: 9 horas

Pack Imagens Imaginadas

  • Imagens Imaginadas

Pack Standard

Este pack não inclui livros.

    Sobre o Especialista

    • Pedro Mexia

      Pedro Mexia nasceu em Lisboa, em 1972. É crítico literário e cronista do Expresso. Tem participado em programas de rádio e televisão, entre os quais PBX e Governo Sombra. Foi subdiretor e diretor interino da Cinemateca. Exerce funções de consultor cultural do Presidente da República. Publicou cinco volumes de diários, sete livros de poemas, antologiados em Poemas Escolhidos (2018), e sete coletâneas de crónicas, a penúltima das quais, Lá Fora (2018), venceu o Grande Prémio de Crónica da Associação Portuguesa de Escritores. Organizou antologias de Agustina Bessa-Luís, Rui Knopfli, Nelson Rodrigues e Graham Greene. Traduziu poetas e dramaturgos como Hugo Williams, Tom Stoppard e David Mamet. Coordena a coleção de poesia da Tinta-da-china. É co-diretor da Granta em Língua Portuguesa.

    Shopping Cart
    Scroll to Top