Escrita gastronómica

Ricardo Dias Felner

90

Saiba como criar um blogue de sucesso, fazer crítica de restaurantes e escrever para as redes sociais. Ganhe inspiração para finalmente publicar aquele livro de memórias com receitas da sua avó, da sua terra, da sua vida. Ou conheça a forma mais eficaz de conseguir ter um artigo seu numa revista. Se é produtor, chef ou empresário da restauração, esta também é uma oportunidade para aprender a escrever sobre o seu negócio e a sua arte.

Esgotado

REF: W-RDF-EG Categoria: Etiqueta:

Iremos praticar a escrita gastronómica em vários formatos, usando técnicas do jornalismo e da literatura. No final, deveremos conseguir usar todos os sentidos para descrever o que comemos e sermos capazes de publicar uma crónica que se distinga no vasto mundo das redes sociais.

Programa

A importância de ler os grandes escritores gastronómicos, dos romanos aos críticos mais importantes da atualidade. Como arrancar um texto gastronómico: o lead, os encadeamentos e o desfecho. O vocabulário da culinária. Adjetivação e figuras de estilo. Como escrever uma receita para um site ou conseguir a publicação numa revista ou num livro.

Quando

Datas: 22 de fevereiro a 10 de março (segunda e quartas-feiras)
Horário: 18.30 às 20.30
Duração total: 12 horas

Sobre o Especialista

  • Ricardo Dias Felner

    Ricardo Dias Felner, 44 anos, jornalista, escritor e crítico gastronómico. Foi director das revistas Time Out Lisboa e Time Out Porto, mas começou como jornalista no diário Público, em 1998, onde trabalhou durante onze anos. Foi lá que, nos intervalos das investigações sobre política e justiça, iniciou-se na escrita gastronómica pela mão do crítico de restaurantes David Lopes Ramos. Actualmente colabora com vários órgãos de comunicação social, como o Expresso, a Sábado e o Público.

    Publicou este ano o livro O Homem Que Comia Tudo (Quetzal), que tem o mesmo nome do blogue que iniciou em 2013.

    Na escrita de ficção publicou na primeira revista Granta (Mar Negro, Tinta da China); e escreveu um romance, intitulado Herói no Vermelho (Quetzal).

Shopping Cart
Scroll to Top