Mulheres (esquecidas) na literatura portuguesa

Isabel Rio Novo

8095

  • Workshop
  • +
  • Workshop

Uma viagem, com início no século XIX, através das vozes femininas que em Portugal se destacaram na poesia, na ficção, no jornalismo, conduzida por Isabel Rio Novo, uma das maiores romancistas da sua geração.

REF: W-IRN-MELP Categoria: Etiqueta:

É de Virginia Woolf a célebre afirmação: «Uma mulher tem de dispor de dinheiro e de um cantinho seu, para poder escrever». Através de um arco temporal que vai do início do século XIX a meados do século XX, iremos acompanhar o surgimento em Portugal de vozes femininas que se destacaram na poesia, na ficção, no jornalismo, na crítica literária (ainda que hoje, em alguns casos, mais ou menos esquecidas), marcos, afinal, da história de afirmação da voz feminina na literatura e noutras artes. O curso assumirá um formato interativo, privilegiando o diálogo entre a especialista e os participantes.

Programa

Sessão 1
Maria Browne (1797-1861)/ Maria Peregrina de Sousa (1809-1886)
Poetisas românticas no Porto.

Sessão 2
Ana Plácido (1831-1895)
Ficção no feminino.

Sessão 3
Guiomar Torresão (1844-1898)
Crítica literária no feminino.

Sessão 4
Maria Amália Vaz de Carvalho (1847-1921)/ Carolina Michaelis de Vasconcelos (1851-1925)/ Ana de Castro Osório (1872-1935)
As educadoras.

Sessão 5
Angelina Vidal (1853-1917)/ Alice Moderno (1867-1946)/ Judith Teixeira (1873-1959)
Primórdios de uma literatura de emancipação feminina.

Sessão 6
Maria Archer (1899-1982) / Maria Lamas (1893-1983)
Mulheres censuradas no Estado Novo.

Quando

Datas: 21 de abril a 26 de maio (quartas-feiras)
Horário: 18.30 às 20.30
Duração total: 12 horas

Pack Premium

  • Rua de Paris em Dia de Chuva

Pack Standard

Este pack não inclui livros.

    Sobre o Especialista

    • Isabel Rio Novo

      Isabel Rio Novo nasceu no Porto, onde fez um mestrado em história da cultura portuguesa e se doutorou em literatura comparada. É docente de escrita criativa, estudos literários e história da arte. Publicou os romances Rio do Esquecimento (2016), A Febre das Almas Sensíveis (2018) e Rua de Paris em Dia de Chuva (2020) e foi por duas vezes finalista do Prémio LeYa. Em 2019, publicou O Poço e a Estrada, uma biografia de Agustina Bessa-Luís.

    Shopping Cart
    Scroll to Top