• Workshop
  • +
  • Workshop
  • +

Navegação à vista (ou outra maneira de escrever um romance)

Joel Neto

100132

E se fosse possível escrever um romance a partir de uma folha de Excel? Uma introdução ao método do outlining por um dos seus praticantes.

Limpar

Da ideia original à definição da pergunta «E se?». Do trabalho de investigação à sistematização de recursos. Da construção das personagens ao projecto de arquitectura. Do entrelace das linhas da intriga à gestão dos dispositivos narrativos. Da luta entre plano e abstracção à coragem de desmanchar e fazer de novo. Da escolha dos leitores prévios ao aturado labor de corte-e-revisão.

Só existe literatura quando um mesmo livro significa coisas diferentes para leitores diferentes – até coisas diferentes para o mesmo leitor que o leia em momentos diferentes. O segredo é sempre o mesmo: a elipse, aquilo que cabe a quem lê acrescentar a cada livro, porque no fundo o autor lhe subtraiu. Donde resulta que a literatura é sempre muito mais sobre aquilo que não está lá do que sobre aquilo que está.

Esta é uma outra maneira de procurá-lo: planeando, seguindo esse plano – e transcendendo esse plano. Com a melodia, a atmosfera e a intimidade por principais ferramentas; e uma certeza sobre todas as outras: a simplicidade é muito difícil de atingir. E se começássemos, por exemplo, com uma folha de Excel?

Programa

  • A. Considerações gerais. Os dois conselhos mais importantes. Isto não é um curso de escrita criativa. Complexificar para simplificar.
  • B. O que é a literatura? Porque escreve quem escreve? O que é a literatura? O poder redentor das histórias.
  • C. O meu método. O meu método. What-if: a proposta original. A construção das personagens. A identificação do género. A criação do narrador.
  • D. Recursos e dispositivos da narrativa. Do trabalho de investigação à sistematização de recursos. Recolha e catalogação de notas. Círculos e linhas narrativas. Macuffins, danglers e outros plot devices. Cronologia e saltos temporais. Tom e linguagem.
  • E. Gestão da narrativa. Gestão da narrativa. Decisões formais e estéticas. Angústias, ansiedades, medos.
  • F. Preparação do manuscrito. Revisão e edição de texto. Os amigos, os leitores, os especialistas e 23. A preparação do manuscrito. Cuidado com as tentações. Da publicação.
  • G. Relação com o público. Relação com os livreiros e os leitores. Media e redes sociais. O que fazer a seguir?

Quando

Datas: 5 de maio a 23 de junho (quartas-feiras)
Horário: 18.30 às 20.30 (horário de Portugal Continental)
Duração total: 16 horas

Pack Premium

  • Cicatrizes
  • A Borra do Café
  • Não-Humano
  • Khadji-Murat
  • Pan
  • O Coração do Homem
  • A Vida no Campo: Os Anos da Maturidade
  • Meridiano 28

Pack Standard

  • Cicatrizes
  • A Borra do Café
  • Não-Humano
  • Khadji-Murat
  • Pan
  • O Coração do Homem

Sobre o Especialista

  • Joel Neto

    Joel Neto (n. 1974), vencedor do Grande Prémio APE de Literatura Biográfica (pela série de diários A Vida no Campo), é autor, entre outros, dos romances Arquipélago e Meridiano 28. Nasceu na ilha Terceira, viveu vinte anos em Lisboa e regressou aos Açores em 2012, no intuito de se dedicar inteiramente à literatura.
    Escritor e ex-jornalista, iniciou o seu percurso como cronista, ainda adolescente, no final dos anos 1980. Há 25 anos que assina colunas de diferentes géneros e graus de regularidade na imprensa portuguesa, açoriana e da diáspora, nomeadamente em publicações como Diário de Notícias, Grande Reportagem, NS’, Notícias Magazine, Evasões e O Jogo, entre outras.

Shopping Cart
Scroll to Top