Categorias
Escrita

Workshop por ISABEL RIO NOVO «Mulheres (Esquecidas) na Literatura Portuguesa.»

Uma viagem, com início no século XIX, através das vozes femininas que em Portugal se destacaram na poesia, na ficção, no jornalismo, conduzida por Isabel Rio Novo, uma das maiores romancistas da sua geração.

Workshop por ISABEL RIO NOVO «Um quarto que fosse delas. Mulheres (esquecidas) na literatura portuguesa.»
© John Mark Smith -Unsplash | © Paulo M. Morais

A especialista

Isabel Rio Novo nasceu no Porto, onde fez um mestrado em história da cultura portuguesa e se doutorou em literatura comparada. É docente de escrita criativa, estudos literários e história da arte. Publicou os romances Rio do Esquecimento (2016), A Febre das Almas Sensíveis (2018) e Rua de Paris em Dia de Chuva (2020) e foi por duas vezes finalista do Prémio LeYa. Em 2019, publicou O Poço e a Estrada, uma biografia de Agustina Bessa-Luís.

Descritivo

É de Virginia Woolf a célebre afirmação: «Uma mulher tem de dispor de dinheiro e de um cantinho seu, para poder escrever». Através de um arco temporal que vai do início do século XIX a meados do século XX, iremos acompanhar o surgimento em Portugal de vozes femininas que se destacaram na poesia, na ficção, no jornalismo, na crítica literária (ainda que hoje, em alguns casos, mais ou menos esquecidas), marcos, afinal, da história de afirmação da voz feminina na literatura e noutras artes. O curso assumirá um formato interativo, privilegiando o diálogo entre a especialista e os participantes.

Programa

Sessão 1 
Maria Browne (1797-1861)/ Maria Peregrina de Sousa (1809-1886)
Poetisas românticas no Porto.

Sessão 2 
Ana Plácido (1831-1895)
Ficção no feminino. 

Sessão 3 
Guiomar Torresão (1844-1898) 
Crítica literária no feminino. 

Sessão 4 
Maria Amália Vaz de Carvalho (1847-1921)/ Carolina Michaelis de Vasconcelos (1851-1925)/ Ana de Castro Osório (1872-1935) 
As educadoras. 

Sessão 5 
Angelina Vidal (1853-1917)/ Alice Moderno (1867-1946)/ Judith Teixeira (1873-1959)  
Primórdios de uma literatura de emancipação feminina. 

Sessão 6 
Maria Archer (1899-1982) / Maria Lamas (1893-1983) 
Mulheres censuradas no Estado Novo.

Método de ensino

Online (Plataforma Zoom).

Quando

Datas: 21 de abril a 26 de maio (quartas-feiras).

Horário: 18.30 às 20.30.

Duração total: 12 horas.

Preço

Preços especiais de lançamento
  • Pack Standard (Workshop 12h): 80 €
  • Pack Premium (Workshop 12h + Livro Rua de Paris em Dia de Chuva*): 95 €

*Portes gratuitos para Portugal Continental. Fora de Portugal Continental: a definir consoante o destino.

Caso já tenha participado em alguma ação do Eu Aprendo em Casa, tem direito a um desconto de 5% na modalidade «Standard».

Promoções em vigor válidas apenas para a modalidade «Standard».

Inscrições

As inscrições terminam a 20 de abril.

O livro Rua de Paris em Dia de Chuva

Na capital francesa, vivem-se tempos de profundas transformações, com a abertura dos grandes bulevares e o despertar de uma nova corrente artística, o Impressionismo, que irá alterar o olhar dos indivíduos sobre a arte e o mundo.

Mas que história de amor à distância poderão experimentar o protagonista deste romance – um diletante chamado Gustave Caillebotte, amigo e mecenas de pintores como Monet e Renoir e, afinal, ele próprio um artista de primeira linha – e a sua Autora, que há anos persegue a história deste milionário triste e decide agora escrever sobre ela? E que papel desempenha nessa relação a enigmática Helena, uma professora de História da Arte que parece saber tudo sobre Caillebotte?

Combinando o impulso histórico com a tentação do fantástico, Isabel Rio Novo – duas vezes finalista do Prémio LeYa – oferece-nos com Rua de Paris em Dia de Chuva uma peça literária fascinante acerca do poder da arte, que a confirma como uma das vozes mais relevantes da ficção portuguesa contemporânea.

Formulário de inscrição



Dados de faturação