Categorias
Cinema e Televisão

Workshop por PEDRO MEXIA «Cinema: Pais e Filhos»

Dirigido a cinéfilos e curiosos, e pela lente de Bergman, Wenders ou Moretti, Pedro Mexia olha para pais e filhos no cinema internacional.

Cinema: Pais e Filhos - Pedro Mexia
© Ana Brígida

O especialista

Pedro Mexia nasceu em Lisboa, em 1972. É crítico literário e cronista do Expresso. Tem participado em programas de rádio e televisão, entre os quais PBX e Governo Sombra. Foi subdiretor e diretor interino da Cinemateca. Exerce funções de consultor cultural do Presidente da República. Publicou cinco volumes de diários, sete livros de poemas, antologiados em Poemas Escolhidos (2018), e sete coletâneas de crónicas, a penúltima das quais, Lá Fora (2018), venceu o Grande Prémio de Crónica da Associação Portuguesa de Escritores. Organizou antologias de Agustina Bessa-Luís, Rui Knopfli, Nelson Rodrigues e Graham Greene. Traduziu poetas e dramaturgos como Hugo Williams, Tom Stoppard e David Mamet. Coordena a coleção de poesia da Tinta-da-china. É co-diretor da Granta em Língua Portuguesa.

Descritivo

Pais tiranos, mães coragem, filhos pródigos e filhas extremosas são assunto da literatura e do teatro desde a Antiguidade Clássica até hoje. E em cento e vinte e seis anos de cinema já vimos inúmeras variações sobre a família, o mais inevitável dos temas. A partir de dez exemplos das últimas seis décadas, investigaremos nestas sessões as mais variadas abordagens cinematográficas das relações familiares, dos traumas às devoções, dos abandonos às fidelidades, dos júbilos aos desânimos, formas de interrogar aquilo que antes de mais somos, biológica e instintivamente, mas também emocional e culturalmente.

Programa

  1. Em Busca da Verdade, Ingmar Bergman, 1961
  2. O Gosto do Saké, Yasujiro Ozu, 1962
  3. Hardcore, Paul Schrader, 1979
  4. Aos Nossos Amores, Maurice Pialat, 1983
  5. Paris, Texas, Wim Wenders, 1984
  6. Ponette, Jacques Doillon, 1996
  7. Mãe e Filho, Aleksandr Sokurov, 1997
  8. Somewhere, Sofia Coppola, 1999
  9. O Quarto do Filho, Nanni Moretti, 2001
  10. Vidas Privadas, Todd Field, 2001
  11. Os Descendentes, Alexander Payne, 2011
  12. Temos de Falar Sobre o Kevin, Lynne Ramsay, 2011

Método de ensino

Online (Plataforma Zoom).

Quando

Datas: 22 a 29 de junho (terças e quintas-feiras).

Horário: 18.30 às 21.30.

Duração total: 9 horas.

Preço

Preços especiais de lançamento
  • Pack Standard (Workshop 9h): 90 €
  • Pack Gold A (Workshop 9h + Livro Cinemateca*)**: 105 €
  • Pack Gold B (Workshop 9h + Livro Imagens Imaginadas)**: 105 €
  • Pack Premium (Workshop 9h + Livros Cinemateca* + Imagens Imaginadas)**: 120 €

*Poucas unidades disponíveis.

**Portes gratuitos para Portugal Continental. Fora de Portugal Continental: a definir consoante o destino.

Promoções em vigor válidas apenas para a modalidade «Standard».

Inscrições

As inscrições terminam a 19 de junho.

O livro Cinemateca

Enquanto cinéfilo, Pedro Mexia tem escrito amplamente sobre os seus filmes e os seus realizadores: Preminger, Hitchcock, Bresson, Buñuel, Bergman, Godard, Antonioni, Rohmer, Wenders, Tarkovski, Haneke, Lynch, entre tantos outros.

A escolha destes filmes, se bem que moral, não é de todo inocente. Carrega em si a culpa do amor por um certo tipo de cinema, pelas pequenas histórias domésticas, pelo melodrama insinuado, por um certo cinema de culto.

O livro Imagens Imaginadas

«A arte não se ocupa da felicidade? Quem disse? A felicidade não é apenas a euforia, e a euforia ruidosa. Pierre Bonnard, que acreditava na pintura, na natureza e na mulher, passou a vida inteira a representar, ou antes, a imaginar de novo, a pequena felicidade do visível. Uma felicidade discreta mas exigente, quotidiana mas altíssima. Que passa mas que sobrevive nos quadros, visível e enigmática. Uma felicidade que se contenta com pouco porque esse pouco é muito. Que acredita naquilo que vê porque vê aquilo em que acredita.»

Imagens Imaginadas reúne as crónicas que Pedro Mexia escreveu na última década acerca de quadros, exposições, pintores, fotógrafos. Imagens que formaram o nosso imaginário e a nossa imaginação. Imagens que imaginamos.

Formulário de inscrição



Dados de faturação